Desintoxicação de Metais Tóxicos


Diagnóstico e Tratamento de Intoxicação Crônica e Aguda por Metais Pesados.

INIMIGO OCULTO

O PERIGO DOS METAIS PESADOS PARA A SAÚDE

CUIDADO!

  Se você apresenta quadros de depressão, hipertensão arterial, perda de memória, irritabilidade e dores pelo corpo, você pode estar intoxicado por algum metal. E não adianta usar medicações para tratar os sintomas, você nunca será curado se não eliminar essas substâncias nocivas do seu organismo.

O QUE SÃO METAIS PESADOS?

  Os metais pesados são substâncias presentes no nosso dia-dia devido principalmente ao processo de industrialização. Estes estão presentes na água, no ar, alimentos, cigarros, panelas, combustíveis, tinturas de cabelo, tintas, etc..

Casos de intoxicação aguda de mercúrio, chumbo, cádmio, arsênico, níquel e alumínio são raros, porém, uma exposição pequena , porém crônica destes metais é muito comum, podendo levar a um acúmulo e a problemas de saúde.

SINAIS E SINTOMAS

O resultado desse acúmulo de metais pesados no corpo humano se exterioriza através de doenças e sintomas como : Anemia, déficit de aprendizado e inteligência, mudança comportamental e cognitiva, tremores, gengivites, hipertensão arterial, irritabilidade, câncer, depressão, perda de memória, fadiga, cefaléias, gota, insuficiência renal crônica, infertilidade, alteração da função sexual, osteoporose, e possibilidades de esclerose múltipla e doença de Alzheimer.

DIAGNÓSTICO  

  O diagnóstico precoce do tipo de contaminação e seu tratamento é fundamental para prevenir e combater doenças. O diagnóstico da intoxicação se faz através da presença desses metais no sangue , urina ou no cabelo, sendo esse último mais preciso.

Mineralograma capilar ? O cabelo é considerado pela OMS e pelo Comitê Internacional de Energia Atômica, como tecido ideal para avaliação de carga endógena de metais pesados. Para fazer o exame colhe um pouco do cabelo da nuca ou pelos pubianos (caso tenha cabelo pintado) e envia para um laboratório nos Estados Unidos, que em poucos dias retorna com o laudo.

TRATAMENTO

O tratamento é individualizado e depende do tipo de intoxicação para a escolha do medicamento, que pode ser por via oral, endovenosa, anal ou até por inalação.

VEJA NO QUADRO ABAIXO SE VOCÊ SE ENCAIXA EM ALGUMAS DAS CONDIÇÕES DE INTOXICAÇÃO:

METAL

FONTES DE

 CONTAMINAÇÃO

SINTOMAS DE

INTOXICAÇÃO

ALUMÍNIO

Água, queijos fundidos, farinha branca de trigo, panelas de alumínio, quentinhas, cosméticos, antiácidos, pesticidas e antiperspirantes, fermento de pão, sal

Doenças relacionadas: Alzheimer e Parkinson.

Constipação intestinal, perda de energia, cólicas abdominais, hiperatividade infantil, perda de memória, dificuldade de aprendizado, osteoporose, raquitismo e convulsões.

 

 

ARSÊNICO

Óleos combustíveis, pesticidas e herbicidas, metalúrgicas, plantas marinhas e frutos do mar.

Transtornos gastrointestinais, espasmos músculo-viscerais, náuseas, diarréias, inflamações de repetição na boca e garganta e dores abdominais.

CÁDMIO

Cigarros, farinhas refinadas, materiais odontológicos, indústria do aço, efluentes gasosos industriais, fertilizantes, pesticidas, fungicidas, café e chá tratados com agrotóxicos, materiais cerâmicos, frutos do mar, farinha de ossos, solda.

Metal cancerígeno. Pode provocar elevação da pressão sangüínea e aumento do coração, queda da imunidade, aumento da próstata, enfraquecimento ósseo, dores nas articulações, anemia, enfisema pulmonar, osteoporose, diminuição de olfato e do desempenho sexual.

CHUMBO

Baterias de automóveis, tintas, combustíveis, vegetais tratados com agrotóxicos, fígado bovino, alimentos enlatados, cigarros, pesticidas, tinturas de cabelo, gás contendo chumbo, papel de jornal e anúncios coloridos, fertilizantes, cosméticos, charuto, poluição do ar.

Irritabilidade e agressividade, indisposição, dores de cabeça, convulsões, fadiga, sangramento gengival, dores abdominais, náuseas, fraqueza muscular, abnubilação mental, perda de memória, insônia, pesadelos, acidente vascular cerebral inespecífico, alterações de inteligência, osteoporose, doenças renais, anemias e problemas de coagulação.

MERCÚRIO

Amálgama dentário, termômetros, pesticidas e agrotóxicos, água, garimpos, polidores, ceras, jóias, tintas, açúcar, tomate e pescado contaminados, explosivos, lâmpadas fluorescentes de mercúrio, cosméticos, produção e entrega de produtos derivados de petróleo

Depressão, fadiga, tremores, síndrome do pânico, parestesias, descontrole motor, andar lateral, dificuldade de fala, perda de memória, perda do desempenho sexual, estomatite, dentes soltos, dor e paralisia de extremidades, dores de cabeça, perda do apetite em crianças, alucinações, vômitos, febre, dificuldades de mastigação, sudorese e perda do senso da dor.

NÍQUEL

Utensílios de cozinha, baterias níquel-cádmio, jóias, cosméticos, exposição industrial, óleos hidrogenados, trabalhadores de cerâmica, permanentes (cabelo) a frio, soldas.

Metal cancerígeno. Pode provocar dermatite de contato, gengivites, erupções na pele, estomatite, tonturas, dores articulares, osteoporose e fadiga crônica.

BÁRIO

Água poluída, agrotóxicos, pesticidas e fertilizantes.

Hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, fadiga e desânimo.

Para mais informações sobre Reposição Hormonal ligar para (11) 3453-6164 (São Paulo) ou (83) 99357-4156 (Paraíba).